mz.mpmn-digital.com
Novas receitas

Noma mudando-se para o Mandarin Oriental em Tóquio no próximo ano

Noma mudando-se para o Mandarin Oriental em Tóquio no próximo ano



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.


Noma não estará mais em Copenhague e se mudará para Tóquio por um mês.

O Mandarin Oriental Hotel em Tóquio, Japão, acaba de anunciar que a partir de 9 de janeiroº-31st Em 2015, eles transformarão completamente todo o interior de seu restaurante com classificação Michelin para acomodar o restaurante número um do mundo, Noma em Copenhague, na Dinamarca, que estará transferindo toda a sua equipe e menu para o hotel. O Japão poderá experimentar a culinária, o serviço e a atmosfera que deram ao Noma o prestigioso título de restaurante número um dos 50 melhores restaurantes do mundo por quatro anos consecutivos.

“Estamos extremamente satisfeitos em receber o Chef Redzepi e seus talentosos colegas que farão do Mandarin Oriental de Tóquio sua casa em janeiro de 2015”, disse o gerente geral do Mandarin, Anthony Costa. “É uma grande honra e uma oportunidade única de apresentar o restaurante número um do mundo às delícias culinárias do Japão.”

Todos os dias, para almoço e jantar, 50 convidados serão acomodados para saborear a culinária do chef René Redzepi, que usará ingredientes japoneses de origem local em seu menu no Japão.

Os pacotes de reserva (que também incluirão uma noite de acomodação no Mandarin Grand Room) estarão disponíveis online a partir de 23 de junhord começando em 149.500 ienes (aproximadamente $ 1.462) por pessoa. O almoço custa 39.000 ienes (aproximadamente US $ 381) e não inclui acomodação.

Uma lista de espera estará disponível para aqueles que não conseguirem fazer a reserva.

Joanna Fantozzi é editora associada do The Daily Meal. Siga ela no twitter @JoannaFantozzi


Mandarin Oriental Hotel Group

Mandarin Oriental Hotel Group International Limited (MOHG) é um grupo de gestão e investimento hoteleiro de Hong Kong com foco em hotéis de luxo, resorts e residências, com um total de 33 propriedades em todo o mundo, [1] das quais 20 são total ou parcialmente de propriedade da MOHG. [2]

O nome Mandarin Oriental foi estabelecido em 1985 após a fusão da Mandarin International Hotels Limited e a empresa holding do hotel O oriental, [3] [4] em que o Mandarin já havia adquirido uma participação de 49% em 1974. [5] A história do Mandarin remonta à inauguração de seu hotel homônimo em 1963 O mandarim (agora Mandarin Oriental, Hong Kong), [5] enquanto O oriental (agora Mandarin Oriental, Bangkok) foi inaugurado em 1876 como o primeiro hotel de luxo do Reino de Sião. [6]

MOHG é uma subsidiária da empresa de capital aberto Mandarin Oriental International Limited, que por sua vez é subsidiária da Jardine Matheson.


Noma vendendo talheres e louças usados ​​da Tokyo Pop Up

O Noma, com a honra de ser um restaurante com estrela Michelin em Copenhague, abriu uma loja pop up em Tóquio. O chef, junto com sua equipe de 50 pessoas, mudou-se para o Mandarin Oriental de Tóquio por 5 semanas para experimentar um novo menu de inverno baseado em produtos japoneses locais.

Mais de 60.000 pessoas se inscreveram para jantar no restaurante pop-up, mas apenas cerca de 4.000 tiveram a sorte de ter o privilégio de fazê-lo. Aqueles que não conseguiram provar os pratos podem comprar os talheres feitos sob medida que foram usados ​​no restaurante de Tóquio na loja online do Noma.

O restaurante colaborou com 14 diferentes artistas japoneses para projetar e criar uma coleção feita com material de origem local.

O garfo de laca Akito Akgagi custará $ 200 e o par de garfo e colher custará $ 330. Os pauzinhos custam US $ 65 e o bule de grés marrom custa US $ 695. O item mais caro da lista é uma estante da Wahl & # 038 Ross que custa US $ 2.890.

Os produtos serão embarcados a partir do dia 14 de fevereiro, pois é quando o Noma pop up em Tóquio será fechado.


Comente & # 8211 Descobrindo Kuala Lumpur do Mandarin Oriental

Exterior do hotel

Banheiro da suíte presidencial

Clube Mandarin Oriental

mosaico

Relaxe no parque

Piscina


Kuala Lumpur é um exemplo vibrante do dinamismo do Sudeste Asiático. Os antigos templos chineses e hindus rivalizam com arranha-céus modernos e restaurantes da moda. Os visitantes da capital da Malásia também podem apreciar as cores vibrantes da cidade velha, os mercados noturnos tradicionais e marcos famosos como as Torres Petronas.

As icônicas Torres Petronas vistas do hotel

Visitar Kuala Lumpur é fácil e agradável de dia ou de noite, graças aos numerosos táxis e Uber (ou Grab se você quiser ir local). Um dos principais pontos de venda do destino é o grande estoque de hotéis de alto padrão disponíveis a preços imbatíveis.

O Mandarin Oriental está entre as poucas cadeias de hotéis de luxo independentes com reputação internacional por seu serviço incomparável, design de bom gosto e delícias culinárias & # 8211, todas com raízes asiáticas. O Mandarin Oriental Kuala Lumpur possui uma das melhores localizações de toda a cidade: no belo Parque KLCC, o hotel fica a uma curta distância da maioria das atrações turísticas e ainda oferece o conforto e as comodidades de um resort à beira-mar. Os hóspedes irão apreciar particularmente a área da piscina, as instalações de spa e as autênticas obras de arte espalhadas por toda a propriedade, reforçando os seus laços com a cultura malaia.

Lindos patamares de elevador redesenhados

O hotel está passando por uma renovação progressiva e total que será concluída em 2018. Entretanto, todas as áreas comuns receberam um novo visual, incluindo o impressionante piso de fitness e bem-estar e o Club Lounge.

Check-in
Ao entrar no saguão, fui imediatamente atraído pela decoração, contemplando os lustres de cristal Art Déco e o piso de mármore verde brilhante que equilibra a vista do Parque KLCC na outra extremidade do saguão. No centro estão 4 colunas majestosas do renomado fabricante Royal Selangor. Consoles espelhados e ricos buquês de flores complementam o cenário da área de recepção. Como eu tinha reservado um quarto Club Deluxe City, a equipe de check-in nos acompanhou para concluir o registro do hóspede no conforto do Club Lounge.

Entrada para o Club Lounge no 24º andar

O check-in foi rápido e informativo. Zatun, o simpático anfitrião do Club Lounge, nos acompanhava até o nosso quarto, no último andar do hotel. Até agora, fiquei impressionado com o lobby, encantado com a arte e animado para descobrir o quarto recém-reformado e suas vistas.

O quarto club deluxe city
A renovação do hotel começou nas áreas públicas e nos 2 pisos superiores do edifício. Hóspedes selecionados do Club e hóspedes leais do Mandarin Oriental hospedados nos quartos recém-reformados são calorosamente encorajados a fornecer feedback sobre as novas atualizações, permitindo o ajuste fino adequado, se necessário. Não há quase nada a ser alterado nestes quartos recém-reformados e corredores elegantes.

Vista da cidade do andar 30 Quarto VIP Deluxe City Recém-renovado Tela de TV de grandes dimensões Um console perto da porta permite que o pessoal do hotel deixe mensagens sem parecer intrusivo

Ao entrar na sala, um console decorado com uma orquídea é o local perfeito para colocar seu cartão-chave ou sua carteira. As cores são leves e contemporâneas, criando um fluxo em direção à luz natural que irradia através da janela panorâmica de grandes dimensões. Graças ao layout e à localização do edifício, todos os quartos oferecem vistas espetaculares da cidade, do parque e da área da piscina, sem esquecer as icônicas Torres Petronas.

Mármore amarelo original e azulejos pretos foram preservados no banheiro

O banheiro é modesto em tamanho, mas oferece uma decoração muito elaborada graças ao mármore amarelo e ladrilhos pretos muito bem cuidados. A profusão de espelhos é muito apreciada na hora de se preparar para uma reunião ou jantar na cidade. Os produtos de toalete Natural Kan foram lançados há alguns meses e são projetados exclusivamente para o Mandarin Oriental Kuala Lumpur.

Batendo refrigerantes de anta perto da janela

As comodidades diferenciadas incluem cafeteira Nespresso, sistema de som e alarme Bose Bluetooth, chinelos disponíveis em dois tamanhos, quimonos, tapete de oração para hóspedes muçulmanos e luz noturna com sensor de movimento no banheiro. Também disponível no quarto está uma seleção de dois refrigerantes espumantes delicados Tapping Tapir fabricados localmente. Uma bebida muito gostosa enquanto se contempla a vista das torres vizinhas. Parado na janela, apreciei a singularidade de nossa piscina em comparação com outros hotéis próximos & # 8211 maiores, longe das ruas principais e o único que fica de frente para o parque, e não para os edifícios.

As tarifas do clube incluem 5 peças de roupa por dia

Uma camisa enviada de volta do serviço de lavanderia

Incluído na tarifa do quarto Club Deluxe City está o serviço de lavanderia para até 5 peças por dia. A reviravolta foi rápida (menos de um dia) e executada da forma mais luxuosa: as peças eram devolvidas protegidas por uma bolsa de roupas ou dobradas.

A área de jantar do Club Lounge apresenta obras de arte e cores ousadas Recém-renovado Club Lounge com vistas incomparáveis ​​da cidade Ambiente Club Lounge Sala de TV

O salão do clube
Localizado no 24º andar, o Club Lounge foi recentemente reformado e exibe variações de cinza e roxo, dando-lhe um visual contemporâneo, mas aconchegante. As janelas do chão ao teto em três lados oferecem vistas desobstruídas do horizonte, do luxuriante Parque KLCC e das impressionantes Torres Petronas. Aberto exclusivamente para os hóspedes do Club das 6h30 às 22h, diariamente, é onde as famílias vêm para jantar, os empresários fazem reuniões e os casais tomam um copo de espumante olhando as luzes glamorosas do centro. Também estão disponíveis uma sala de TV, uma sala de reuniões formal e uma sala para fumantes.

Seleção incrível de chás da tarde no Club Lounge Amostra de alimentos em um menu rotativo Amostra de alimentos em um menu rotativo Atenção especial da equipe do Club Lounge faz com que pareça pessoal

O café da manhã para membros do Clube oferece uma grande e refinada variedade de itens de confeitaria, frutas locais e especialidades pan-asiáticas. Além disso, um almoço completo é oferecido, bem como um serviço de chá da tarde & # 8211 um verdadeiro deleite após um dia de passeios ou compras no shopping KLCC ao lado. À noite, um pianista cumprimenta os membros enquanto os garçons preparam drinques para a hora do coquetel. O open bar e buffet está disponível das 17h às 19h30 durante a semana e às 19h nos fins de semana. O buffet noturno do Club Lounge é uma verdadeira refeição completa com opções quentes e frias e um cardápio renovado diariamente. Entre todas as comidas, ainda sonho acordado com o Chef & # 8217s no bolo de cenoura e naquela torta de chocolate muito especial que me foi trazida por Zatun para comemorar meu aniversário.

Trabalhando no Club Lounge está uma equipe alegre atenta a todas as suas necessidades e proativa em ajudá-lo a garantir reservas e lidar com quaisquer serviços aos hóspedes.

Jantar no Wasabi Bistro
Zatun arranjou uma mesa para o jantar no Wasabi Bistro, o restaurante japonês do Mandarin Oriental Kuala Lumpur. Assim que me sentei à mesa, toalhas quentes foram trazidas junto com vegetais recém cortados e molho de gergelim. A decoração é o que você esperaria de um restaurante confidencial nas ruas de Tóquio ou Osaka.

Impressionados com o extenso cardápio, pedimos sugestões ao gerente do restaurante. Começamos com edamame e o delicado Kumi n1: um palito de caranguejo e uma mistura de abacate envolto em peixe branco assado em um molho secreto. Era agradável de olhar, saboroso e tão finamente moído que derretia na boca. Em seguida veio o missô de berinjela: um puro tesouro que recomendo a qualquer hóspede que entre pela porta do Wasabi Bistro.

Continuamos com os rolos de dinamite: atum picante coberto com salmão grelhado. Delicioso. No entanto, meu favorito ainda pode ser o rolinho de dragão: camarão tigre frito coberto com abacate cremoso. A apresentação foi fenomenal, imitando um dragão real, mas o sabor e a textura foram o que me convenceram: era o equilíbrio perfeito entre crocância e umidade.

O prato principal veio acompanhado de 3 molhos: doce teriyaki, gergelim e gengibre. A carne wagyu australiana era gorda o suficiente para expressar sabores completos, ainda chiando no prato e em uma cama de brotos de feijão. O bacalhau ao molho missô foi executado na perfeição e não precisou de nenhum outro tempero para ser degustado.

Apresentado ano após ano como um dos melhores restaurantes da Malásia pela revista Tatler, o Wasabi Bistro deve estar em sua lista de comida japonesa quando estiver em KL.

Pensamentos finais
Mesmo em meio à crescente competição no segmento de luxo, o Mandarin Oriental Kuala Lumpur continua a construir em uma localização incomparável no centro da cidade, espaços exteriores incríveis e o serviço elegante que a marca é conhecida. Os preços podem aumentar um pouco quando a reforma for concluída, mas com taxas começando na faixa de 200 dólares por noite, eles ainda serão um roubo para uma experiência tão luxuosa. É hora de pensar em sua próxima estadia no Mandarin Oriental & # 8230

Onde: Mandarin Oriental, Kuala Lumpur
Centro da cidade de Kuala Lumpur, 50088 Kuala Lumpur,
Território Federal de Kuala Lumpur, Malásia
Telefone: +60 3-2380 8888

Observação& # 8211 O crítico foi convidado pelo Mandarin Oriental Kuala Lumpur. Mas todas as opiniões expressas aqui são suas.

Geoffrey Ravoire
Fundador da UNITIATE, Geoffrey é um especialista em marketing, especialista em luxo e entusiasta da hospitalidade. Onde quer que ele vá, seu início de carreira e interesses pessoais sempre o ajudaram a nutrir e cultivar a paixão pelas indústrias de viagens e lazer. Nascido na França, Geoffrey acumulou uma vasta experiência no exterior, graças a visitas regulares a países estrangeiros, mas também graças a anos de expatriação. Atualmente baseado em Chicago, Geoffrey já morou e trabalhou em Nova York, Xangai, Cingapura e Mônaco. Você pode conhecer Geoffrey no Twitter e Linkedin.


Fora do lote: Mandarin Oriental comemora uma década em Tóquio, nova inauguração em Milão

Hospedar-se em um hotel cinco estrelas de luxo deve ser uma experiência, mesmo que seja para uma viagem de negócios, e o Mandarin Oriental Tokyo, que está comemorando seu 10º aniversário este ano, é classificado como um dos melhores do mundo & # 8212 e uma das propriedades de destaque da cadeia & rsquos.

Elevando-se 38 andares acima da cidade, proporcionando vistas deslumbrantes de Shinjuku e do Palácio Imperial, bem como de Tóquio e luzes vermelhas piscando perpetuamente à noite, graças às janelas do chão ao teto, o hotel projetado por Cesar Pelli reflete temas de madeira e água com 178 quartos amplos, spa impecável e uma coleção exclusiva de restaurantes, incluindo uma pizzaria, que se ramifica no saguão do céu como uma árvore viva.

& # 8220Temos vistas de toda a cidade de nossos quartos, seja norte, sul, leste ou oeste, bem como talvez um dos maiores (número) de restaurantes individuais em qualquer Mandarin Oriental, & # 8221 que ajudou a atrair viajantes a negócios, mas também executivos e celebridades de Hollywood desde sua inauguração, diz Anthony Costa, gerente geral do Mandarin Oriental Tokyo.

A localização do MO Tokyo & # 8217s & # 8212 na versão city & rsquos da 5th Avenue, no distrito de Nihonbashi, perto de Ginza & # 8212 é também o nome do hotel & # 8217s, coquetel à base de vodka, o & ldquoNihonbashi & rdquo ($ 17,35), criado por Yukiyo Kurihara, gerente de bar do Oriental Lounge. Possui vodka Belvedere, Dover yuzu, Midori, Blue Cura & ccedilao e suco de toranja, e está no menu do hotel & rsquos desde que suas portas foram abertas.

& # 8220Sendo uma cidade de passagem, Tóquio atraiu o Mandarin Oriental, pois estabeleceria nossa marca no lar da segunda maior economia da época & # 8221 Costa diz. & # 8220Como o grupo estabeleceu sua meta de ter 10.000 quartos em todo o mundo, a oportunidade de ter um hotel em Tóquio e em um dos bairros mais famosos fez sentido. & # 8221

Durante sua estadia: Além de passar o tempo apreciando a paisagem no Oriental Lounge, reserve um dos oito lugares do Tapas Molecular Bar & rsquos para um inesquecível jantar de 20 pratos. A experiência de duas horas vale bem a pena.

Há muito tempo MO Tokyo atrai seus restaurantes. Quando fez parceria com o restaurante dinamarquês Noma e seu chef Rene Redzepi para uma residência limitada, o hotel acabou tendo uma lista de espera de mais de 60.000 pessoas. & # 8220Capturou verdadeiramente a imaginação não apenas dos japoneses, mas também globalmente, além de inspirar nossos maravilhosos colegas & # 8221 Costa diz.

Enquanto levanta uma taça para brindar seu aniversário em Tóquio, o Mandarin Oriental está se preparando para abrir uma nova propriedade na Europa enquanto fecha uma nos EUA.

Com decoração italiana e toques asiáticos exclusivos, o MO Milan com 104 quartos, a poucos passos da cidade e da casa de ópera La Scala, apresentará restaurantes preparados por dois chefes com estrela Michelin Antonio Guida e um grande spa em sua casa do século XIX.

Enquanto isso, em San Francisco, a empresa está se despedindo do arranha-céu de 11 andares e 158 quartos do distrito financeiro que possui há 27 anos e foi vendido para a Loews em fevereiro.

Durante sua estadia: Em Milão, faça compras nas lojas luxuosas da Via Montenapoleone em São Francisco, pare na Brasserie S & ampP, que possui a maior coleção de gins da cidade & mdash e talvez até mesmo do país & mdash e experimente um voo.

Fora do lote é uma seção regular que cobre as últimas novidades em viagens que aparece nas páginas de Variedade.


Uma chance de comer no melhor restaurante do mundo - e outros pop-ups empolgantes

Espere uma luta de comida virtual em quatro dias, quando o Mandarin Oriental, Tokyo começar a aceitar reservas online para um evento culinário altamente antecipado. Em janeiro de 2015, o chef dinamarquês René Redzepi mudará temporariamente seu restaurante Noma em Copenhagen - que foi eleito o Melhor Restaurante do Mundo pela quarta vez - de Copenhagen para um "pop-up" de três semanas no Mandarin Oriental de Tóquio.

O chef dinamarquês René Redzepi do Noma está abrindo o pop-up mais esperado do mundo em Tóquio (Foto: AP)

O pop-up do chef celebridade de 9 a 31 de janeiro tem o mundo da comida estourando de expectativa. As reservas para o jantar estarão disponíveis no Mandarin Oriental, site de Tóquio a partir desta segunda-feira, 23 de junho às 13h00 Horário de Tóquio (no horário do leste, é a badalada da meia-noite entre a noite de domingo e a manhã de segunda-feira). Custarão cerca de US $ 1.400 para um grupo de dois (não há necessidade de jantar e o preço inclui uma noite de estadia no hotel). Para reservas de almoço - uma pechincha relativa de apenas cerca de US $ 380 por pessoa - você terá que acessar o site do Noma. É melhor ser rápido com o mouse porque as manchas devem desaparecer rapidamente.

Restaurante Noma no Mandarin Oriental em Tóquio. (Foto: Mandarin Oriental)

Os pop-ups geralmente não são anunciados com tanto alarde com tanta antecedência. Os gourmets costumam ficar sabendo deles no último minuto por meio do boca a boca (ou, mais precisamente, do Twitter). Felizmente para aqueles de nós que têm o bug do pop-up e mal podem esperar pelo pop-up de Redzepi em Tóquio no próximo ano, já sabemos sobre alguns outros que estão acontecendo neste verão. Aqui estão aqueles em que você deve se banquetear:

SAMUELSSON AT HP

O chef Marcus Samuelsson do Harlem’s Red Rooster está passando grande parte do verão no resort Fairmont Hamilton Princess nas Bermudas para um pop-up de dois meses chamado "Samuelsson na HP". O cardápio, que inclui coquetéis da casa, já está online. Samuelsson, que ganhou o reality show culinário “Chopped: All-Stars” em 2012, está colocando um toque das Bermudas em seu estilo culinário internacional, oferecendo delícias como croquetes de sopa de peixe com molho de rum e sorvete Dark & ​​Stormy. Samuelsson na HP fica aberto até 3 de agosto.

Jantar ao ar livre no restaurante pop-up de Samuelsson em Hamilton Harbour. (Foto: Fairmont Hotels & Resorts)

Se você é um bebedor de champanhe experiente, uma visita à histórica propriedade de L'Orangerie de Moet & Chandon, na França, é para você. Apresentando o chef com estrela Michelin Yannick Alleno, o restaurante simplesmente chamado “LE &” oferece um mês de expectativas de uvas com vários menus de champanhe. Os hóspedes têm mais do que apenas uma experiência sentada enquanto viajam para quatro vitrines culinárias de um Blind Shot Room (onde você bebe em completa escuridão e silêncio para confiar exclusivamente em seu paladar) para o 7 Salt Bar, onde você pode acentuar o champanhe com sete aperitivos salgados, incluindo massas importadas da Sardenha e ostras com extrato de pepino. O tamanho mínimo da festa é quatro e você pode reservar até 9 de julho.

Administrado por uma equipe de marido e mulher, Adam's ganhou uma estrela Michelin meses depois de ser inaugurado em abril do ano passado em Birmingham (Inglaterra, não Alabama). Originalmente concebido como um pop-up de dois anos, Adam's combina sabores familiares do campo com toques complicados. A comida é servida em um menu de degustação de cinco ou nove pratos com caranguejo da Cornualha, aspargos de Wye Valley, toranja rosa e pombo-torcaz servido com beterraba e agrião.

SEMANA COREANA EM LATITUDE

Por apenas uma semana, o Jumeirah Beach Hotel de Dubai está entregando a estação de culinária ao vivo do Latitude para o premiado chef coreano Hee Seol Kang para a "Semana Coreana". Espere opções não convencionais, como mingau de abóbora - com abóboras enviadas diretamente do mercado de produtos caseiros do chef para garantir o frescor. Abra de 22 a 28 de junho.

O buffet no Latitude (Foto: Jumeriah Beach Hotel)

JANTAR NO CÉU

Dinner in the Sky realmente coloca o "para cima" em "pop-up". Neste restaurante móvel, os hóspedes são tratados com um menu de cinco pratos que apreciam enquanto um guindaste levanta sua mesa de jantar a 180 pés (sim, há intervalos para banheiro disponíveis, basta perguntar ao garçom e sua mesa pode estar de volta à terra firme em menos de um minuto). Todos os dias, um dos sete chefs serve 22 caçadores de emoção para uma experiência gastronômica que transforma uma refeição comum em uma noite inesquecível e excitante. O Dinner in the Sky apareceu em mais de 45 cidades da Croácia, Qatar e México. Atualmente está em Bruxelas, Bélgica, até 29 de junho e reaparece em Split, Croácia, em agosto.

Colocando o “up” em “pop-up com Dinner in the Sky. (Foto: Jantar no Céu)

Oregon está tão agitado com pop-ups que o Oregonian O jornal concedeu o prêmio de Restaurante do Ano de 2014 não a um restaurante tradicional, mas à cena gastronômica coletiva do estado. Nosso favorito do grupo é Holdfast, um pop-up que funciona em uma cozinha comercial no centro de Portland. Oferece menus criativos de 9 pratos que tornam uma verdadeira alegria encher a cara. Se você quiser experimentar por si mesmo, é melhor agir rapidamente porque este é um vale-refeição quente, os bilhetes para jantar são lançados uma vez por mês e geralmente se esgotam em minutos.

Caranguejo, batatas uni “robuchon”, ovas de truta, vinagrete de algas marinhas e chips de algas marinhas no restaurante Holdfast. (Foto: Restaurante Holdfast)

Quer mais assim? Siga-nos no Facebook e Twitter para que possamos inspirar você todos os dias.


Cerca de

  • Excelente 2.058
  • Muito Bom 302
  • 70 em média
  • Pobres 28
  • Terrível 29
  • Todos os idiomas (2.487)
  • Inglês (1.470)
  • Japonês (644)
  • Chinês (Sim.) (223)

Ginza / Tokyo Nihonbashi / Estação de Tóquio / Ginza / Nihonbashi

Você é dono ou gerencia essa propriedade? Reivindique sua listagem gratuitamente para responder a comentários, atualizar seu perfil e muito mais.

Algumas fotos cedidas por VFM Leonardo.

Esta é a versão de nosso website dirigida a falantes de inglês nos Estados Unidos. Se você é residente de outro país ou região, selecione a versão apropriada do Tripadvisor para seu país ou região no menu suspenso. mais


Cerca de

  • Excelente 2.058
  • Muito Bom 302
  • 70 em média
  • Pobres 28
  • Terrível 29
  • Todos os idiomas (2.487)
  • Inglês (1.470)
  • Japonês (644)
  • Chinês (Sim.) (223)

Ginza / Tokyo Nihonbashi / Estação de Tóquio / Ginza / Nihonbashi

Você é dono ou gerencia essa propriedade? Reivindique sua listagem gratuitamente para responder a comentários, atualizar seu perfil e muito mais.

Algumas fotos cedidas por VFM Leonardo.

Esta é a versão de nosso website dirigida a falantes de inglês nos Estados Unidos. Se você é residente de outro país ou região, selecione a versão apropriada do Tripadvisor para seu país ou região no menu suspenso. mais


Conteúdo

Embora 1876 tenha sido o ano "oficial" de inauguração do Oriental Hotel, a origem do lado "oriental" do Mandarin Oriental pode ser rastreada desde 1863, quando dois americanos, Capitão Atkins Dyer e William West, abriram o Oriental Hotel em Bangkok, Sião (agora Tailândia): no entanto, o edifício original pegou fogo apenas dois anos depois, em 11 de junho de 1865. [7]

No entanto, a história do lado "Mandarim" do grupo é relativamente recente: o hotel Mandarim foi inaugurado apenas em 1963, no Distrito Central da Ilha de Hong Kong. Em 1973, o The Excelsior Hotel, que fechou em 2019, foi inaugurado em Causeway Bay.

Em 1974, Mandarin International Hotels Limited foi formada como uma empresa de gestão de hotéis, com a intenção de se expandir para a Ásia. Nesse ano, a empresa adquiriu uma participação de 49% no Hotel Oriental, resultando em dois hotéis "emblemáticos" para a empresa. [8]

Em 1985, a empresa combinou os dois hotéis sob um nome comum, Mandarin Oriental Hotel Group. Em 1987, o Mandarin Oriental Hotel Group foi lançado na Bolsa de Valores de Hong Kong sob o nome de "Mandarin Oriental International Limited". Mandarin Oriental International Limited, é constituída nas Bermudas e listada em Londres, Cingapura e Bermudas. O Mandarin Oriental Hotel Group Limited, que opera na cidade de Victoria, administra as atividades dos hotéis do Grupo. [1]

A partir de setembro de 2005, o Mandarin Oriental exibiu os "Momentos de delícia no Mandarin Oriental" em todos os hotéis. [9] Em junho de 2006, o vídeo Moments of Delight foi ligeiramente atualizado para adicionar várias novas cenas [10] e em outubro de 2014, o vídeo apresentava letras do cantor chinês Sa Ding Ding, acompanhado por novas músicas. [11]


Mandarin Oriental brilha como o hotel para refeições mais proeminente em Tóquio

Com os próximos Jogos Olímpicos de verão em Tóquio, todos os olhos estão voltados para a capital do Japão. E embora a metrópole certamente tenha seu quinhão de hotéis de luxo para escolher, há um que brilha particularmente quando se trata de restaurantes excelentes: o Mandarin Oriental Tokyo. Não há dúvida de que você passará a maior parte do tempo vagando pela cidade em busca de comidas incríveis, mas para o viajante que deseja ficar em casa para uma refeição ou está em busca de um ambiente chique para uma reunião de negócios, a propriedade tem 12 comidas diferentes e pontos de venda de bebidas para escolher. Veja aqui o que esta prestigiosa propriedade tem para oferecer.

Foto: Cortesia do Mandarin Oriental, Tóquio

Para Jantares Finos

Uma viagem ao Japão para muitos viajantes não seria completa sem sushi. Para atender a este apelo, em abril passado, viu a chegada do Sushi Shin de Miyakawa. A primeira filial em Tóquio do Sushi Miyakawa com três estrelas Michelin em Sapporo, o restaurante de 9 lugares oferece uma experiência omakase exclusiva para apreciadores ilustres da iguaria crua. Sente-se no balcão enquanto observa os chefs elaborarem suas obras-primas ao estilo Edomae com o peixe mais fresco proveniente diariamente de Hokkaido e do Mercado Toyosu de Tóquio.

Outra obrigação culinária ao visitar a Terra do Sol Nascente é experimentar a culinária francesa. O Japão sem dúvida tem uma das melhores comidas francesas fora da França e o Signature é um dos muitos restaurantes com estrela Michelin na cidade. Servindo pratos franceses contemporâneos que destacam ingredientes japoneses sazonais, é aqui que você pode ter um gostinho de como é quando os dois se casam de forma criativa.

Para jantares mais aprovados pela Michelin, o Sense and Tapas Molecular Bar do hotel também possui uma estrela. O primeiro destaca a cozinha cantonesa, incluindo um menu de dim sum aos fins-de-semana e feriados, enquanto o último apresenta aos clientes uma experiência gastronómica única na forma de petiscos criativos à medida.

EUA / Reino Unido Viagem: as restrições não serão eliminadas 'no momento'

Grécia é a palavra: por que é o destino europeu mais reservado para o verão

Preciso de um teste COVID para viajar e outras questões de viagens de verão

E se você está procurando uma opção de jantar privativo, o Cellar oferece um menu francês ou cantonês sob medida dos chefs de Signature e Sense, respectivamente, em uma sala que imita a aparência de uma abóbada subterrânea. Delicie-se com mordidas deliciosas enquanto está rodeado por mais de 5.000 garrafas de alguns dos melhores vinhos do mundo e, definitivamente, opte por um emparelhamento.

Kumo da Gourmet Shop

Foto: Cortesia do Mandarin Oriental, Tóquio

Para o café da manhã ou uma refeição casual

Para começar o dia, o hotel oferece duas opções de café da manhã para os hóspedes: um café da manhã espalhado no K'shiki, que se transforma em um restaurante italiano descontraído para almoço e jantar, e pratos japoneses e “L'Américain” no Oriental Lounge , onde também pode saborear o chá da tarde, uma refeição rápida ou uma bebida.

Se você só precisa de algo rápido e fácil, Ventaglio oferece um buffet de cozinha internacional, enquanto a Gourmet Shop localizada no nível da rua oferece uma ampla variedade de bolos e sanduíches para levar. Mas para aqueles que gostam de doces, certifique-se de fazer fila de manhã para o Kumo ("nuvem" em japonês), um bolo de creme com chocolate branco que muda de sabor sazonalmente e é tão leve e arejado que você Rapidamente perceberemos que seu nome não se refere apenas ao seu formato inchado.

Para algo verdadeiramente notável, não perca o Pizza Bar no 38º. Escondido dentro do K'shiki, o balcão de oito lugares oferece algumas das melhores tortas de Tóquio. Não só é reconhecido com um Michelin Bib Gourmand, mas também com a confiável revista italiana de comida e vinhos Gambero Rosso também deu à pizzaria sua classificação mais alta de três fatias, que foi distribuída apenas a 15 restaurantes em todo o mundo este ano. Com uma massa fermentada de 48 horas com farinha orgânica italiana, é uma das mais leves e crocantes que você terá o prazer de morder depois de assada no forno de tijolos. Você não pode errar com um bufala ou marinara clássico, mas certifique-se de perguntar sobre a pizza sazonal deles também.

Foto: Cortesia do Mandarin Oriental, Tóquio

Além do já citado Oriental Lounge, existem mais duas opções para quem procura uma bebida. Os apreciadores de chá devem ir direto ao Sense Tea Corner, que oferece mais de vinte tipos diferentes de chá de toda a Ásia para escolher. Mas se você deseja um aperitivo ou uma bebida antes de dormir, vá até o Mandarin Bar. Quer seja um coquetel, saquê ou uma vasta seleção de uísque e uísque que você procura, eles vão te servir. E se você passar à noite, de segunda a sábado, poderá desfrutar de sua bebida ao som de uma banda de jazz ao vivo.

Foto: Cortesia do Mandarin Oriental, Tóquio

O que mais esperar ao se hospedar no Mandarin Oriental Tokyo

Após uma atualização em janeiro de 2019, todos os 179 quartos e suítes agora parecem muito mais leves e foram atualizados com a tecnologia mais recente. Em cada espaço, você encontrará toques do artesanato japonês, como tecidos produzidos localmente, abajures washi e cabeceiras bordadas à mão com padrões de glicínias e flores de cerejeira. Para quem deseja o máximo de espaço, a Suíte Presidencial está chamando seu nome. Ocupando mais de 2.500 pés quadrados, a maior acomodação da propriedade é temática da natureza e possui uma sala de estar, biblioteca, sala de jantar, closet completo com uma ilha e uma bela banheira de cipreste hinoki no banheiro de mármore.

Enquanto estiver aqui, certifique-se de marcar uma consulta no spa. The treatments are certainly the main highlight, but its views of Mt. Fuji and Tokyo Skytree from the male and female facilities, respectively, that make this one of the finest sanctuaries in the city. Guests are highly encouraged to arrive an hour before their reservation to unwind in the crystal amethyst steam room, dry sauna, and marble plunge pool before their reservation—you’ll definitely want to take them up on the offer.

ANA's new business class seats, "the Room," are the finest in the skies

A New And Improved Way To Get To Tokyo

This past July, ANA unveiled its brand new first and business class cabins aboard the Boeing 777-300ER. Designed in collaboration with renowned Japanese architect Kengo Kuma and British design firm Acumen, the changes have altered the game for premium offerings. While the first redesigned aircraft served the Haneda-London route, as of last November travelers from the United States are now able to experience this stunning product from New York City.

ANA's new business class seats are double the previous width, feature privacy doors, and are . [+] outfitted with 24-inch 4K monitors.

And while there’s no doubt that “the Suite” seats in first class will provide the utmost comfort, it’s the upgrades to their business class that are most surprising, with two monumental changes that make it the best in the skies. Firstly, the new seat design, which have been dubbed as “the Room,” now come equipped with privacy doors, a feature that is often reserved for first class. But what’s perhaps even more shocking—and in a very, muito good way—is that the seats are now double in width, making them the world’s widest. If you didn’t know what you were walking into, it’d be easy to mistake business for first class.

On top of that, ANA has now also become the first airline to provide their business class passengers with a personal 24-inch 4K monitor (first class has the privilege of enjoying a whopping 43 inches). Travelers will also get the added benefit of adjustable Panasonic lighting and comfortable Nishikawa bedding. And the food offerings are solid, too, which even includes Ippudo ramen on the “Light Dishes Anytime” menu. Consider the bar effectively raised.


Spending Two Perfect Days In Tokyo

Perdido na tradução captures both the enthralling allure and mysteriousness of Tokyo for uninitiated Westerners. Though it has been 10 years since the film’s premiere, it still holds up: Buzzing neighborhoods plastered with glowing signs and thick with crowds overload your senses. English signage is sparse, cab drivers many times don’t know where they are going and true to the film’s title, a lot of exchanges do get lost in translation, all of which makes it difficult to navigate through the city. But however you manage to get around, there’s much to love about the exciting metropolis, especially as it gears up as the site of the 2020 Summer Olympics. Here’s our guide to spending two days in Tokyo in style.

The Peninsula Tokyo, photo courtesy VFM Leonardo Inc.

Start your luxe trip by checking into The Peninsula Tokyo. Overlooking the Imperial Palace gardens and Hibiya Park, the spacious rooms (among the largest in the city) have a modern, airy Japanese design with sliding horse chestnut doors, red lacquer desks and ceilings covered in hand-woven cedar panels. Of course, the brand always delivers on tech perks, including electronic nail dryers, control panels that tell you everything from the outside humidity to the direction the wind is blowing, personal fax machines and numbers, and bathrooms with flat-screens and electronic toilets. The hotel provides make-it-happen service, an ESPA spa and the dark, sexy Peter grill on the 24th floor with floor-to-ceiling windows, rich wood and curvy black banquettes.

The sleek and stylish Mandarin Oriental, Tokyo also offers top-notch amenities—Cantonese restaurant Sense is jam-packed during weekend dim sum, the eight-seat Tapas Molecular Bar serves avant-garde tasting menus and the 37th-floor spa’s romantic suites allow you to gaze at the skyline while getting a massage. The rooms are equally chic, especially the gray marble bathrooms, where you can bathe in the deep tubs while soaking in a view of the city. Be sure to ransack the bathroom’s big black lacquer box for Apivita face wash and lip balm, hair bands and a brush.

Wherever you choose to stay, begin your first day at Mandarin’s Oriental Lounge. Order the eggs Benedict (it’s part of the Power Breakfast that also includes a blueberry muffin, pineapple and fresh squeezed juice) stuffed with fresh crab from the famous Tsukiji fish market. Cut into the Benedict and a slightly sweet red yolk seeps out—the hue is a result of the chickens’ strict hibiscus and rose diet. And pair it with the excellent Mandarin Oriental Blend tea, a flavorful Chinese oolong with notes of lychee.

Tokyo Skyline, photo courtesy TCVB

For a dramatic look at the city, head to Urayasu Heliport to take a helicopter ride. Excel Air Service’s Tokyo Sky Cruise lasts only 15 minutes, but it’s worth it: The two-engine chopper gives you an unrivaled perspective of landmarks such as the red-and-white Eiffel-like Tokyo Tower and the new 2,080-foot Tokyo Skytree, the world’s tallest free-standing broadcasting tower. You must arrive at least 30 minutes before your scheduled departure, but it’s easy to while away time sitting on the navy semicircular sofas in the waiting room, listening to soft jazz and sipping Dom Pérignon. Or get fresh air and views of the water and nearby Tokyo Disney out on the terrace.

After an exhilarating ride, take it easy with some shopping in Ginza, the city’s fashion center. There, you’ll find all of the top labels—Chanel, Bulgari, Gucci—but don’t miss the department stores. The multi-story megastores especially impress with their tucked-away basement food halls, where you can find stalls filled with everything from tempura to truffles. Matsuya Ginza offers two floors of food the B2 level is more like a grocery store, while B1 holds the food stalls (one of which has an open counter space where we watched a chef decorate a chocolate cake). But explore Matsuya’s other nine floors (including a golf school on the rooftop terrace) and pick up one of Issey Miyake’s fun geometric Bao Bao bags that resemble moldable Rubik's cubes. Next to Mandarin Oriental, Tokyo sits the sprawling Mitsukoshi Nihonbashi, Japan’s oldest department store, which also has floors upon floors of goods. Check out the theater on the sixth floor, Japanese crafts on the eighth and follow the crowds on B2 stocking up on bread and pastries at Johan Paris. If you feel daunted by the maze, Mitsukoshi offers shopping consultants who can also assist with any language barriers.

Don’t overdo it on the snacking, since you’ll head to Roppongi for lunch at The Ritz-Carlton, Tokyo’s Azure 45. The French seafood spot provides just the right post-shopping menu: The five-course Ladies Luxury Lunch includes a light potato soup with leeks fresh yellowtail and geoduck clam carpaccio with a tomato and avocado tartine tender, pan-fried Japanese Wagyu beef with red wine sauce and, of course, a glass of the hotel’s own private label cuvée. Sip the champagne while enjoying the surrounding views and Tokyo Tower out of the wall of windows.

After lunch, round out your shopping with a visit to Tokyo’s nerdy anime and electronics district, Akihabara. But we aren’t sending you to the loud, bright area for Sailor Moon dolls and robots hidden underneath the JR train tracks is 2k540 Aki-Oka Artisan, a modern, white-filled mall with quiet shops. What makes this small cluster of stores stand out is that it carries made-in-Japan goods, which are actually hard to find in the city. Visit Miyabica, a jeweler that crafts pendants, rings and more with colorful urushi, or Japanese lacquer Litsta for small handmade leather satchels and Nocra woodshop for engraved clocks and business card holders. On your way out, stop at the table in front of Soshin Kaleidoscopes to watch an artisan create the custom toys by hand.

TwentyEight Bar & Lounge at Conrad Tokyo, photo courtesy Hilton Worldwide

Bring your shopping treasures back to the hotel and relax before heading to Conrad Tokyo’s Kazahana for kaiseki, a traditional multi-course Japanese dinner (if you’re still full from lunch, order from the sushi menu instead). Expect courses of super-fresh sashimi bonito, squid, yellowtail and horse mackerel sushi a seasonal offering (we loved the artfully plated dish of chestnuts, slightly bitter ginkgo nuts, salmon roe and more with maroon and green leaves adorning it) and a light tofu cheesecake. If you want a nightcap, head over to the sophisticated TwentyEight on Conrad's 28th floor for a martini and fantastic city panoramas, thanks to the floor-to-ceiling windows. But don’t stay too long—tomorrow starts before the sun rises.

Tsukiji fish market, photo courtesy TCVB

Tsukiji, Japan’s largest wholesale market, is one of Tokyo’s most popular attractions. It’s a feast for the eyes and the stomach, as you find cartons overflowing with pink pearls of salmon roe, tentacles and every fish you can imagine. The inner market is an experience in itself and the big thing to see is the tuna auction. However, only 120 tickets are given around 5 a.m. daily, so visitors line up as early as 3 a.m. The best way to navigate the auction and the market is to employ the self-described “Tokyo Fixer,” Shinji Nohara, an in-demand local culinary insider who can wait in line for you and ensure you a ticket. Plus, he’ll tour you around the sprawling market and show you the best places to shop and dine. While you’re at Tsukiji, also peruse the outer market, made up of rows of specialty shops, for a breakfast of ramen or tamagoyaki, a dense, rectangular Japanese omelet made of layers of cooked egg that you’ll see people eating on a stick.

Save room for lunch at Tokyo Shiba Toufuya-Ukai, a traditional restaurant that’s a stark contrast with its neighbor, the modern Tokyo Tower. The upscale restaurant is known for its tofu dishes, but its 71,000-square-foot Japanese garden is just as much of a draw. The peaceful setting is a welcome respite after weaving between the speedy mini trucks at the hectic market. Before sitting down in your tatami room (where you’ll likely have a view of the garden), explore the courtyard’s verdant grounds, red bridge and pond teeming with koi in brilliant shades of gold and red orange. Then enjoy a kaiseki that can include squares of deep-fried tofu with a splash of miso, sashimi, a simmered meatball made of crab and fried tofu, and for a not-too-sugary dessert, a sweet adzuki bean soup with a mochi-like treat floating on top.

Next, do some sightseeing in bustling Asakusa. The district swells with people coming to Sensō -ji Temple to worship Kannon, the goddess of mercy. Even those who aren’t coming to pray will be struck by the scene: A larger-than-life red lantern hangs from the gate flanked by smaller black-and-gold lanterns while massive straw sandals are attached to the back walls, a pagoda sits in the background and incense wafts from a large pot in front of the temple. If the setting inspires you, head inside the temple to draw an o-mikuji, a fortune. Donate some change, gently shake a box of wooden sticks and pull one out. Note the stick’s number, return it to the box and find the drawer matching your number, where your future awaits. On your way out, peruse the vendors on Nakamise-dōri, one of the oldest shopping streets in the country, just outside of the temple. The street is very touristy, but it’s fun for first-timers to peek inside the open-air stalls to see wood-block prints, chopsticks and freshly roasted rice crackers.

New York Bar at Park Hyatt Tokyo, photo courtesy Hyatt Corporation

The best way to end your two days in Tokyo is where Perdido na tradução was set—Park Hyatt Tokyo. Head to the 52nd floor of the hotel for dramatic city views out of the floor-to-ceiling windows and dinner at the famed New York Grill. Order the rich, buttery Kobe beef it will make American versions taste like lackluster imitations. After dinner, visit the adjacent New York Bar to hear the nightly live jazz over a glass of Radio City (Earl Grey-infused Belvedere, pink pepper syrup and soda) or Suntory’s Hibiki 21-year-old whisky. As Bill Murray says in the film, “For relaxing times, make it Suntory time.” Then linger to take in vistas of the neon-filled wonder of a city.

Jennifer Kester is the vice president and executive editor at Forbes Travel Guide, where she oversees the editorial department. Kester’s beat includes everything that


Assista o vídeo: Funcionários respondem as perguntas mais frequentes sobre o McDonalds - Patrocinado por McDonalds